Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Loading...

Seguidores

A Bruma Assassina / O Nevoeiro / A Neblina - 1980 - Dublagem Clássica - Quadri Áudio - Bluray 1080p



Antonio Bay, uma comunidade pesqueira, está prestes a comemorar cem anos de fundação, mas justamente nestes dias acontecem estranhos acontecimentos enquanto o lugar é coberto por uma estranha bruma brilhante. Stevie Wayne (Adrienne Barbeau), a proprietária e operadora da rádio local, vê que algo muito grave está acontecendo e se preocupa em alertar a população.


Filme
Titulo no Brasil: A Bruma Assassina / O Nevoeiro / A Neblina
Titulo Original: The Fog
Ano de Lançamento: 1980
Distribuidoras:
+ No Filmow: http://filmow.com/a-bruma-assassina-t6603/


Arquivo Versão 1080p
Tamanho:7,15 GB
Audio 1: Português - Dublagem Clássica - Elenco – SBT / TVS - AAC, 128 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 2: Português - Dublagem Clássica - VTI-Rio – Antigo TNT - 128 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 3: Português - Redublagem - Centauro – AAC, 192 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 4: Inglês (DTS, 1509 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 6 ch)
Legenda : Português e Inglês (PGS – Extraida do Blu Ray)
Gênero: Terror
Formato: MKV
Qualidade: Bluray 1080p - 1080p (2.35:1) 1920 x 822, AVC, 9000 kbps, 23.976 kbps)

Arquivo Reduzido 1080p
Tamanho:1.51 GB
Audio 1: Português - Dublagem Clássica - Elenco – SBT / TVS - AAC, 128 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 2: Português - Dublagem Clássica - VTI-Rio – Antigo TNT - 128 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 3: Português - Redublagem - Centauro – AAC, 192 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 4: Inglês (AAC, 98 kbps, 44.0 KHz, 16 bits, 2 ch)
Legenda : Português e Inglês (PGS – Extraida do Blu Ray)
Gênero: Terror
Formato: MKV
Qualidade: Bluray 1080p - 1080p (2.35:1) 1920 x 822, AVC, 9000 kbps, 23.976 kbps)

Arquivo Reduzido 720p
Tamanho:1 GB
Audio 1: Português - Dublagem Clássica - Elenco – SBT / TVS - AAC, 128 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 2: Português - Dublagem Clássica - VTI-Rio – Antigo TNT - 128 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 3: Português - Redublagem - Centauro – AAC, 192 kbps, 48.0 KHz, 16 bits, 2 ch
Audio 4: Inglês (AAC, 98 kbps, 44.0 KHz, 16 bits, 2 ch)
Legenda : Português e Inglês (PGS – Extraida do Blu Ray)
Gênero: Terror
Formato: MKV
Qualidade: Bluray 720p

Créditos, Remasterizador, Encoder: -=| Edfilmes |=-
Arquivo 720p e 1080p Reduzidos By: -=| CaNNIbal |=-

NOTA DO UPLOADER:
Bem pessoal, em relação as dublagens desse filme, digo que o mesmo possui uma 1ª e 2ª dublagem excelente e uma última dublagem (3ª) até que boa. Como era de se esperar a dublagem do SBT teve alguns determinados cortes, mas diria que com exceção de um, os demais cortes são coadjuvantes.
Um deles sem muita importância é logo no começo do filme, onde aparece aquele pequeno texto inicial e que é narrado, como tinha duas redublagens não achei legal deixar nenhuma parte com legenda forçada, dessa forma cobri tais cortes com a 2ª dublagem que é da VTI-Rio. No meio do filme +/- tem um corte dessa 1ª dublagem de quase 3 minutos, porém o que é dito nessa parte não é nada que acrescente no filme, na verdade tudo que é dito é apenas propagandas da rádio local (talvez se eu não falasse vocês nem dariam conta de tal corte).
Ainda existe um pequeno corte de 07 segundos falados, que se localiza aproximadamente nos 50 min. de filme, e por fim o corte que considero “principal”, nesse corte há cerca de 2min.e30seg. de falas, que cobri com a segunda dublagem. Decidi cobri os cortes com o áudio da VTI-Rio não apenas por ser uma excelente dublagem também, mas por esses cortes serem em partes em que o diálogo começa e termina com a mesma dublagem, não é igual aqueles casos que já temos um diálogo com uma dublagem e devido ao corte temos que mesclar com outra dublagem, fazendo até com que fiquemos confusos devido a interpretação muitas da vezes ser diferente, contudo aqui não acontece isso.
Por fim será lançado também versões menores, como a 720p e a Reduzida para todos aqueles que possuem uma menor velocidade de internet, porém infelizmente não possuo mais o TVRip da exibição do filme no antigo Cinema em Casa, apenas salvei o áudio do mesmo, mas eu tenho o rip da exibição do filme nos anos 90 no canal TNT, se tiverem interesse eu posto também.
Enfim galera, um grande abraço e desejo uma excelente sessão para todos!



Arquivo Maior 1080p
Opção 1: Torrent - DAQUI A POUCO ADICIONO MAIS
Opção 2: MEGA
Opção 3: 4shared
Opção 4: pCloud
Opção 5: Copiapop
Opção 6: DiskoKosmiko
Opção 7: Ulozto
Opção 8: Archive
Opção 9: Oboom
Opção 10: Userscloud
Opção 11: PromptFile
Opção 12: Meocloud

Arquivo Reduzido 1080p
Opção 1: Torrent - DAQUI A POUCO ADICIONO MAIS
Opção 2: MEGA
Opção 3: 4shared
Opção 4: pCloud
Opção 5: Copiapop
Opção 6: DiskoKosmiko
Opção 7: Ulozto
Opção 8: Archive
Opção 9: Oboom
Opção 10: Userscloud
Opção 11: PromptFile
Opção 12: Meocloud

Arquivo Reduzido 720p
Opção 1: Torrent - DAQUI A POUCO ADICIONO MAIS
Opção 2: MEGA
Opção 3: 4shared
Opção 4: pCloud
Opção 5: Copiapop
Opção 6: DiskoKosmiko
Opção 7: Ulozto
Opção 8: Archive
Opção 9: Oboom
Opção 10: Userscloud
Opção 11: PromptFile
Opção 12: Meocloud



Informações sobre o  projeto, By ::: Edfilmes :::
Pequena análise do filme por: http://bocadoinferno.com.br/
São 23 horas e 55 minutos. Um velho barbudo se prepara pra contar uma história de fantasmas ao redor de uma fogueira para um bando de crianças de nove anos. Mas não é só uma história, é a lenda do local onde vivem. É meia-noite, o velho termina de contar a história. A câmera sobe e acompanhada da música tétrica focaliza a praia da cidade de Antonio Bay. Em letras garrafais aparece o título: John Carpenter’s The Fog.

Bem, amigo infernauta, você deve estar se perguntando: “Que filme do Carpenter é esse?” Explico, The Fog é um dos melhores filmes de John Carpenter. O ruim é que não tem a fama de seus filmes anteriores como Halloween e posteriores como O Enigma do Outro Mundo, e por consequência pouca gente viu. Corria o ano de 1980 e John Carpenter tinha ganho um certo prestígio por ter transformado o filme independente Halloween – A Noite do Terror (Halloween) em um dos filmes de maior sucesso da cena independente americana. Halloween ficou 12 anos com o título de filme independente mais lucrativo até que perdeu o posto em 1990 para As Tartarugas Ninjas. Por conta disso, o cineasta conseguiu um contrato de três filmes com a pequena produtora AVCO – Embassy e sua primeira produção com a empresa foi justamente The Fog.
Tendo como inspiração um filme inglês de 1958 chamado The Trollenberg Terror (batizado nos EUA como The Crawling Eye), onde monstros se escondiam em nuvens, The Fog se passa na fictícia cidade de Antonio Bay onde em breve se comemorará o centenário da cidade. Mas justamente na madrugada de aniversário algo muito estranho acontece. Carros ligam sozinhos e tocam suas buzinas, bombas de gasolina despejam combustível, relógios despertam, um caos sem motivo aparente. Um minuto depois tudo acaba como mágica. É um presságio de que Antonio Bay não será a mesma a partir desse dia…

Na igreja da cidade, um pequeno tremor faz com que o Padre Malone – interpretado por Hal Holbrook, que viria a aparecer em Creepshow, de George Romero – ache um diário de seu avô que conta detalhes sórdidos dos acontecimentos da época. Enquanto isso os acontecimentos estranhos começam a ficar mais sérios. A radialista Stevie Wayne – Adrienne Barbeau (de Fuga de Nova York) – é quem dá os avisos sobre o clima de Antonio Bay. Ela transmite seu programa de radio de um farol (sempre com uma voz de fazer inveja às atendentes de tele-sexo) e nota uma estranha neblina que brilha. Isso mesmo a neblina brilhava, e além disso se movia contra o vento! Um trio de pescadores de uma traineira chamada Sea Grass avista um galeão envolto em uma neblina brilhante e mais que rapidamente os três são mortos por criaturas misteriosas. É aí que entram em cena os personagens de Tom Atkins e Jamie Lee Curtis, ele conhecido como o médico-investigador do subestimado Halloween 3 e ela ninguém menos que Laurie Strode, de Halloween. Pouco a pouco, os personagens vão se envolvendo na trama macabra até que descobrem toda a verdade de Antonio Bay e seus fantasmas da neblina.
“Entrem e fechem as portas e janelas! Há algo no nevoeiro” – Stevie Wayne
Um dos maiores trunfos do filme é sem dúvida o roteiro escrito por John Carpenter e Debra Hill (co-escritora e produtora de Halloween e já falecida). O roteiro tem uma sacada fantástica: ele desenvolve os personagens por núcleos, ou seja, há o núcleo de Tom Atkins e Jamie Lee Curtis, o núcleo de Janet Leigh e Nancy Loomis e o núcleo de Adrienne Barbeau. Os núcleos são desenvolvidos separadamente e só se encontram no clímax do filme, dentro da Igreja do Padre Malone.

Além disso, a trilha sonora do próprio Carpenter nos brinda com uma música tema tão assustadora e inesquecível quanto Halloween. “Mas e quanto ao sangue?“, vocês devem estar se perguntando. Ok, vou ser sincero, no filme não há uma gota de sangue, não há a violência explícita que muitos estão acostumados a ver, mas antes que apedrejem o filme, eu digo que o que falta de sangue sobra de suspense. A Neblina é suspense do começo ao fim, de não fazer feio a qualquer filme de Hitchcock. Até a própria Janet Leigh, que trabalhou em Psicose e neste como a organizadora de eventos Kathy Willians, elogiou Carpenter e comparou seu modo de fazer suspense muito semelhante a Hitchcock exatamente por sugerir mais do que mostrar.
No clímax do filme, os núcleos de personagens citados (com exceção de Stevie Wayne) se abrigam na Igreja do Padre Malone para tentar fugir das criaturas da neblina. É aí que todo o segredo por detrás dos fantasmas e da cidade de Antonio Bay é revelado. O interessante é que Carpenter não se utiliza de flashbacks para contar a história do surgimento dos fantasmas e o motivo de matarem, tudo é contado pelos personagens, o que faz com que o público imagine toda a situação tornando a experiência de assistir ao filme muito mais interessante.

“Filmes de terror não são todos iguais, e uma história de fantasmas é muito difícil. Fazer alguém acreditar em fantasmas, e que eles estão realmente lá, é mais difícil do que fazer acreditar que um cara poderia simplesmente pegar uma faca e ir correndo atrás de você”
John Carpenter (sobre a diferença de fazer Halloween e A Bruma Assassina).
Ok, vocês querem saber o segredo não é? Então vou ser bonzinho e contar tudo. Se não quer saber do grande mistério do filme pare de ler agora mesmo e só volte a fazê-lo depois de assistir ao filme! Mas se já viu o filme ou não se importa, vá em frente. Há 100 anos um milionário chamado Blake, portador de lepra fez uma proposta a seis pessoas entre elas o avô do padre Malone. Queria gastar sua fortuna criando uma colônia de leprosos onde poderia viver em paz junto com outros portadores da mesma doença. Os seis concordaram, mas no fundo queriam mesmo pegar sua fortuna para fundar a cidade de Antonio Bay e conspiraram contra Blake e seus homens, fazendo uma fogueira falsa numa noite de intenso nevoeiro e assim o galeão de Blake se espatifou nos rochedos. Sua fortuna foi recuperada e a cidade fundada, mas o tal padre cheio de remorso, decidiu registrar todos os podres em seu diário. Agora cem anos depois Blake e seus fantasmas decidem matar todos os descendentes dos seis conspiradores originais. É uma típica história de vingança!
O mais interessante também é que todo o visual dos fantasmas, do nevoeiro, e as mortes têm um propósito de ser. Por exemplo, o roteiro diz que o barco de Blake naufragou com a ajuda de um nevoeiro que “parecia surgido dos céus“, agora o nevoeiro acompanha os fantasmas; uma fogueira foi feita nas rochas para que Blake a seguisse e batesse no rochedo, talvez por isso a neblina seja brilhante; os fantasmas sempre atacam de meia-noite às uma da manhã, o mesmo horário em que os conspiradores tramaram contra eles; e quem morre são somente os descendentes dos conspiradores. Isso gera uma situação estranha que pode ser considerada “furo de roteiro” ou não, dependendo do ponto de vista. Se os fantasmas estavam atrás dos descendentes, por que então atacaram Stevie Wayne e seu filho além de perturbar Nick (Tom Atkins) em sua casa, já que eles nada têm a ver com o plano de vingança dos mortos? No fim das contas não morre nenhum “inocente“, mas será que os fantasmas estavam mesmo atrás somente dos “culpados” ou quem sabe de todos da cidade já que a mesma foi fundada com o ouro de Blake? Bem, são teorias…

“A comemoração de hoje é uma farsa. Estamos exaltando assassinos.” – Padre Malone
O interessante é que na primeira vez que foi mostrado à uma plateia em uma exibição teste, o público simplesmente não gostou. E nem o próprio Carpenter! Por isso ele refez toda a trilha sonora, que em sua visão não combinava com o filme, além de mudar várias coisas. Seria curioso ver essa versão original só pra comparar.
Em suma, A Neblina ou A Bruma Assassina como é mais conhecido, é um filme de fantasmas de primeira, recheado de suspense com “S” maiúsculo. Para encontrar esse filme não é muito fácil, por curiosidade ele foi lançado no Brasil com três nomes diferentes! Em VHS pela extinta Globo Vídeo como The Fog – A Bruma Assassina e nas exibições do SBT (em plena tarde no Cinema em Casa, logo depois do Chaves) como O Nevoeiro e A Neblina. A Neblina foi até lançado no Brasil em DVD, mas ao que parece está fora de catálogo, mas se você tiver sorte, pode encontrá-lo em VHS nos sebos da vida. E se você tem TV por assinatura pode conferi-lo no canal TNT com cortes. Por coincidência do destino, achei em um camelô em uma passarela da minha cidade, um VHS de A Neblina em perfeito estado por cinco reais. Nunca investi tão bem meu dinheiro.
Mas nem tudo são flores, nessa onda de refilmagens que assola o atual e pouco criativo cinema hollywoodiano, The Fog foi mais uma vítima. Ganhou uma refilmagem pelas mãos de Ruppert Wainright, o mesmo de Stigmata. Quem dera se uma neblina brilhante batesse à porta dos executivos de Hollywood…




author

Este post foi escrito por: CaNNIbal

Sou Web-Designer,Remaster e trabalho com recuperação de audio e video, Sempre procuro trazer novidades com matérias sobre filmes de terror e todo dia trazer um novo filme para quem é fã e ama assistir um bom filme de terror, trabalho constantemente afim de atingir a minha meta que é adquirir e compartilhar filmes de terror raros,antigos e dublados que marcaram há nossa infância.

Receba E-mail atualizações gratuitas !

3 comentários

Adicionado versão 720p By CaNNIbal, estou upando em outros servidores também.

Responder

Adicionado Versão 1080p reduzida By CaNNIbal, Estou upando os arquivos em outros servidores, aguardem mais opções de download.

Responder
SusyKilmister MOD

Postagem maravilhosa, parabéns!

Responder

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam ganhar dinheiro afiliados crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.


1 – Todos os comentários são lidos e se possível respondidos.
2 – Não serão toleradas faltas de respeito.
4 – Link Quebrado é só informar que vamos retirar o mais rápido possível.

Obrigado!

CodeNirvana
«Postagen Anterior Proxima Postagen »
© Copyright 2007/ Cannibal-Filmes| Traduzido Por: Cannibal-Filmes | Designed By Leandro Cannibal