Drop Down MenusCSS Drop Down MenuPure CSS Dropdown Menu

Loading...

Seguidores

O Lobisomem - 1941 - Dublagem Clássica - Trial Áudio - Bluray 1080p



O clássico de terror original que apresentou um dos mais abomináveis monstros do cinema! Lon Chaney jr. retrata Larry Talbot, que regressa ao castelo do seu pai (Claude Rains) no País de Gales e encontra uma bela mulher (Evelyn Ankers). Numa noite fatídica, Talbot acompanha-a a uma festa local onde o destino de Jenny é revelado por uma misteriosa cigana. As atmosferas de sonho e os cenários aprimorados, combinados com uma trilha sonora arrepiante tornam "O Lobisomem" numa obra-prima não só do gênero, mas também de todos os tempos!


Filme
Titulo no Brasil: O Lobisomem
Titulo Original: The Wolf Man
Ano de Lançamento: 1941
Distribuidoras:Universal
+ No Filmow: http://filmow.com/o-lobisomem-t12756


Arquivo Versão Maior
Tamanho: 3.82 GB
Audio 1: Português - Dublagem Clássica - Herbert Richers (48,0 KHz, AC3, 2 canais, 16 bits, 192kbps.)
Audio 2: Português - Redublagem - Double Sound (48,0 KHz, MP3, 2 canais, 16 bits, 128kbps.)
Audio 3: Inglês -(48,0 KHz, DTS, 2 canais, 24 bits, 1509 kbps.)
Legenda : Português / Inglês
Gênero: Terror/Suspense
Formato: MKV
Qualidade: Bluray 1080p

Arquivo Versão Menor
Tamanho: 1.87 GB
Audio 1: Português - Dublagem Clássica - Herbert Richers (48,0 KHz, AC3, 2 canais, 16 bits, 192kbps.)
Audio 2: Português - Redublagem - Double Sound (48,0 KHz, MP3, 2 canais, 16 bits, 128kbps.)
Audio 3: Inglês -(48,0 KHz, DTS, 2 canais, 24 bits, 1509 kbps.)
Legenda : Português / Inglês
Gênero: Terror/Suspense
Formato: MKV
Qualidade: Bluray 1080p (1464x1080)

Remasterizador e Uploader: -=| Don Costa |=-
Crédito Áudio D. Clássica H. Richers: -=| Johnahex |=-

NOTA (Don Costa):
Agradecimentos especiais ao marujo Johnahex que conseguiu o raríssimo áudio Herbert Richers para esta remasterização.



Arquivo Versão Maior
Opção 1: Cloud Cannibal
Opção 2: pCloud UPANDO... AGURADEM.
Opção 3: UsersCloud
Opção 4: MEGA
Opção 5: Fufox
Opção 6: OpenLoad
Opção 7: PromptFile
Opção 8: Mediafire
Opção 9: 4shared
Opção 10: Samaup
Opção 11: Lolabits

Arquivo Versão Menor
Opção 1: Cloud Cannibal
Opção 2: pCloud
Opção 3: UsersCloud
Opção 4: MEGA
Opção 5: Fufox
Opção 6: OpenLoad
Opção 7: PromptFile
Opção 8: Mediafire
Opção 9: 4shared
Opção 10: Samaup
Opção 11: Lolabits



Aviso Importante by.Cannibal: O Texto abaixo foi montado por: Don Costa - Créditos: TeladeCinema.Net 

EM CASO DE ARQUIVO CORROMPIDO:
Atualmente eu envio meus arquivos com dados para recuperação embutidos nos mesmos, para poderem ser recuperados em caso de erros durante o download. Esse sistema de recuperação repara pequenos erros em arquivos corrompidos, deixando-os em condições de serem descompactados.
Para executar essa recuperação faça o seguinte:
Abra somente a parte corrompida no winrar. Digamos que seja, por exemplo, a parte 02 do arquivo menor.
Clique na aba “Ferramentas” e depois em “Recuperar arquivos”.
Selecione o local para salvar o arquivo e clique em “Ok”.
Aguarde o final do processo. O programa criará um arquivo recuperado com um nome semelhante à esse: “fixed.OL1941BR1080TÁRMZDCJVR.part2.rar”.
Exclua a parte 02 original com problemas, renomeie esse arquivo recuperado para “OL1941BR1080TÁRMZDCJVR.part2.rar” e coloque-o na mesma pasta com as demais partes.
Descompacte normalmente. Geralmente essa ação resolve o problema..
Quando tiver algum problema com arquivos compactados no futuro, tente recuperá-los dessa forma. Lembrando que esse método de correção só funciona se o arquivo for criado com esses dados de recuperação embutidos e se os problemas com os arquivos forem pequenos.
Caso o problema persista, faça novamente o download dessa parte, evitando utilizar a internet para qualquer outra coisa durante o download. Se mesmo assim o erro persistir, avise-nos que eu upo a parte com problemas novamente.
Abraços.
Nota – Informações sobre os arquivos:
Foram gerados dois arquivos para esta postagem. Um maior com 3,82 Gb e outro menor com 1,87 Gb. Ambos têm três áudios e a única diferença entre eles é a bitragem de vídeo. As qualidades das imagens são muito parecidas, porém as diferenças ficam evidentes quando assistidas lado a lado em uma tv de alta definição. Para quem tem equipamentos de ponta, recomendo que baixe o arquivo maior.
Nota – Os Lobisomens:
O Lobisomem, ou licantropo (homem-lobo em grego), é um homem que, segundo a lenda, pode se transformar em lobo nas noites de lua cheia, só voltando à forma humana ao amanhecer. Apesar dos lobisomens terem origem européia, lendas sobre criaturas semelhantes podem ser encontradas em vários lugares do mundo. A maldição do lobisomem não é uma exclusividade masculina, atingindo tanto homens, quanto mulheres. Peeira e Lobanil são nomes dados à versão feminina dos Licantropos.

Seja na versão masculina ou feminina, as características dos lobisomens de ambos os gêneros são as mesmas.
A origem da lenda dos Lobisomens está na mitologia grega. Um dos personagens mais famosos foi Damarco Parrásio, herói olímpico que assumiu a forma de lobo durante nove anos após um sacrifício a Zeus. Outro personagem famoso foi o Rei Lycaon, que foi transformado em lobo como punição pelo fato de gostar de comer carne humana.

Desde a Grécia Antiga já se ouviam lendas sobre os homens-lobo.
As lendas dos licantropos estão ligadas aos constantes ataques de lobos na Europa e América do Norte. Como são predadores temidos, os lobos logo entraram no folclore desses povos. Há criaturas semelhantes em diversas partes do mundo: homens-hienas (werehyena- África), homens-tigres (weretiger- Índia), homens-pumas e homens-jaguar (werejaguar – Américas Central e do Sul).

Werehyena, weretigere werejaguar são variações de homens – animais ao redor do mundo.
Antigamente, as lendas dos lobisomens eram usadas para explicar um distúrbio psicológico real: a licantropia clínica; doença em que as pessoas agem como animais. Também eram usadas para explicar casos de mutilação e canibalismo.
As lendas sobre os lobisomens variam de acordo com a tradição: No Brasil, se diz que o licantropo é a oitava criança em uma seqüência de filhos do mesmo sexo, ou o menino nascido após uma sucessão de sete mulheres. Também se diz que o lobisomem se transforma à meia noite de sexta-feira, em uma encruzilhada. Depois de transformado, sai à noite procurando sangue e matando ferozmente tudo que se move. Antes de amanhecer, ele procura a mesma encruzilhada para voltar a ser homem. Em algumas localidades diz-se que eles têm preferência por bebês não batizados. Já em outras diz-se que ele come fezes e não carne.
Em Portugal, acredita-se que os lobisomens comam restos de animais mortos. Ele também é o sétimo filho da família e só não se tornará lobo se for batizado com o nome de Bento.
Em outros países europeus, acreditava-se que os licantropos se alimentam de cadáveres humanos, cavando tumbas em cemitérios.
Na Itália, França e Alemanha o meio de se transformar em lobo é dormir numa noite de verão fora de casa numa quarta ou sexta-feira. Com a lua cheia brilhando diretamente para sua face.

Em todas as culturas, os licantropos são descritos como criaturas que matam suas vítimas de modo bastante violento.
Outras formas de se transformar em licantropo: tirar as roupas e colocar um cinto feito de pele de lobo; beber água de uma pegada de lobo ou lobisomem; fazer aliança com Satã. Ainda no campo cristão, a licantropia pode ser uma punição dada por Deus ou algum santo a determinada pessoa, ou ainda resultado de excomunhão.
A forma mais conhecida de contágio é,ser mordido por um licantropo. Apesar de ser famosa, essa forma de passar a maldição é rara nas lendas, tendo sido popularizada pelos livros e filmes de terror.
A maioria das lendas de lobisomens relata a transformação de homem pra lobo como sendo um processo doloroso, precedido de muita inquietude e ansiedade. O lupino passa por uma série de convulsões e contrações, enquanto as características de lobo vão se desenvolvendo.Na sua forma humana, os licantropos possuem algumas características físicas: sobrancelhas unidas (monocelhas), unhas curvadas, orelhas pontudas e um andar oscilante. Os russos acreditam que há cerdas debaixo de sua língua, e os brasileiros afirmam que eles são magros e pálidos. Há, porém, uma rara doença conhecida como hipertricose, que tem como característica principal o crescimento descontrolado de pelos em partes do corpo ou, em casos mais extremos, pelo corpo todo. Essa doença pode ter contribuído para o surgimento da lenda.

Raro distúrbio genético provoca o crescimento desordenado de pelos desde o nascimento. Seria a origem da lenda dos lobisomens?
Psicologicamente, os lobisomens se caracterizam por serem indivíduos muito melancólicos, depressivos. Em parte, devido ao fato de se lembrarem vagamente de seus crimes. Lobisomens são conhecidos por possuírem uma força extrema, sendo mais fortes que os humanos. Também são bastante velozes, atingindo a velocidade de um guepardo quando estão correndo.Sua visão é semelhante à dos humanos, no entanto seu faro é muito mais apurado que o dos homens e o dos lobos. Sua audição também supera a de ambos, e ele é capaz de ouvir pequenos barulhos distantes.Os lobisomens também têm a capacidade de se acasalarem, podendo manter relações tanto com humanos, quanto com lobos e com outros lobisomens. Todas as relações gerarão proles licantropas.

Sentidos muito aguçados tornam a besta um predador extremamente eficiente.
Na Grécia Antiga, acreditava-se que os lobisomens tinham como principal fraqueza a vulnerabilidade ao aconitum (acônito), principalmente da espécie Lycoctonum,um tipo de planta que, segundo a lenda, teria nascido da baba de Cérberus. No entanto, as histórias mais conhecidas afirmam que para matar um lobisomem é preciso acertá-lo com artefatos feitos de prata (facas e balas). Em alguns países, os lobisomens têm outras fraquezas: centeio, visco branco e cinzas de montanhas. Eles acreditam que estes elementos atrapalham o faro do lupino.

Acônito, centeio e visco branco. Os licantropos são vulneráveis à vários vegetais nas lendas mais antigas.
Ao contrário dos vampiros, licantropos não são prejudicados por artefatos religiosos como crucifixos e água benta.
Também há maneiras de se derrotar um licantropo, mas sem matar sua forma humana. Seriam elas:
– longos períodos de atividade física (segundo os antigos gregos);
– exorcismo;
– alguns tipos de remédios medievais;
– sangrar o licantropo na testa (lenda siciliana);
– pregar as mãos dos licantropos com pregos (atualmente, se afirma que lobisomens mais fracos perdem o poder quando têm a mão ferida);
– conversão ao Cristianismo.
Muitas dessas lendas informadas acima foram, na verdade, criadas para este filme de 1941, pelo escritor e roteirista Curt Siodmak, fazendo com que “O Lobisomem” seja tão icônico para este monstro quanto o foi “Frankenstein” (1931) para a criação de Mary Shelley.


Informações sobre o filme:
Larry Talbot e seu pai Sir John vão à igreja da aldeia no domingo, mas a porta e salões da pequena igreja mais parecem ao de uma catedral. Na verdade, eram de uma catedral – parte do conjunto original, construído para a versão muda de “O Corcunda de Notre Dame” (1923), que foi estrelado justamente pelo famoso pai de Lon Chaney Jr., Lon Chaney, e que estava guardada nos estúdios da Universal por mais de 20 anos. Toda esta estrutura de set permaneceu de pé até ser finalmente destruída em um incêndio que atingiu os estúdios em 1967.

A enorme estrutura da “pequena” igreja (no alto e ao centro) fazia parte da catedral do clássico de 1923 (acima).
O “lobo” contra o qual Larry Talbot luta era, na verdade, o próprio pastor alemão do ator Lon Chaney Jr, o que facilitou muito a gravação da cena. O cão era um amigo inseparável de Lon e o acompanhava no set de vários filmes feitos por ele. Na mesma cena, mas em outra tomada, foram utilizados um boneco e até um dublê, que pode ser facilmente identificado em alguns frames, por estar lutando em pé.

Um dublê (em destaque no alto) e o próprio cão do ator (acima) interpretaram um lobisomem no início do filme.

O pastor alemão era companheiro fiel de Lon Chaney e sempre acompanhava o ator nos sets dos filmes em que trabalhava.
Muitos dos mitos modernos de lobisomens foram originados a partir deste filme, como uma pessoa se tornar um lobisomem através de um arranhão ou uma mordida, a única forma de se matar um lobisomem ser com balas ou objetos de prata, e a transformação ocorrer em uma lua cheia. Estes são conceitos originais criados pelo escritor Curt Siodmak.

Curt Siodmak criou várias características para o filme que se tornaram parte das lendas dos lobisomens.
A Universal, originalmente, tinha planejado este filme para ser protagonizado pela superestrela de filmes de horror Boris Karloff, mas os produtores decidiram, em cima da hora, apostar no talento de Lon Chaney Jr., vinte anos mais jovem.
O lobisomem lutou contra um urso adestrado em uma cena, mas infelizmente o urso fugiu durante as filmagens, colocando em risco a segurança dos componentes da produção, inclusive perseguindo a atriz Evelyn Ankers, o que fez com que os produtores parassem as gravações e retirassem esta cena do roteiro. Alguns trechos gravados desta cena foram mantidos no trailer original.

Lon Chaney enfrenta um urso em cena retirada da produção.
O castão de prata em forma de lobo da bengala de Larry, único item utilizado em cena ainda existente conhecido, reside atualmente na coleção pessoal do arquivista de filmes desse gênero Bob Burns. Burns, que era um estudante na época, recebeu o item como um presente dado pelo homem que o fez para o filme, o prop-maker Ellis Burman. Ele foi feito de borracha vulcanizada para que nenhum dos atores ou dublês se ferissem acidentalmente se fossem atingidos por ela.

Único item utilizado no filme que resistiu ao tempo, o castão de prata, hoje, pertence à Bob Burns (acima).
“Mesmo um homem de coração puro, e que faz suas orações à noite, pode virar lobo quando floresce o acônito e a lua brilha no outono.” Esta citação foi listada em algumas fontes como um autêntico ditado cigano ou ditado popular na Europa Oriental. Mas o escritor Curt Siodmak admite que ele simplesmente inventou isso. No entanto, o poema voltaria a ser recitado em cada futura aparição dos lobisomens nos filmes da Universal, e também seria citado em “Van Helsing: O Caçador de Monstros” (2004) – embora, ligeiramente modificado, inserindo “a lua está brilhando” em vez de “a lua brilha no outono”. Posteriormente, o folclore foi alterado para “quando a lua está cheia e brilhante”. Aliás, este é o único filme da série de lobisomens da Universal em que a Lua cheia nunca é mostrada. Curt Siodmak também afirma que ele é o responsável pela adição da lenda da vulnerabilidade do lobisomem à prata, e essa afirmação tem sido frequentemente repetida por aficionados do terror, incluindo o diretor John Landis. No entanto, a prata, segundo a lenda, foi usada pela primeira vez para matar um lobisomem no mito francês “A Besta de Gevaudan”, que datam do final do século 19. Romances narrando a lenda surgiram na década de 1930, e contavam com o assassinato do lobisomem com uma bala de prata. “The Wolf Man”, no entanto, foi o primeiro filme a utilizar o mito da prata no cinema.

Apesar do roteirista receber os créditos, há fortes indícios de que a lenda da vulnerabilidade à prata tenha surgido no mito da Besta de Gevaudan.
No roteiro original de Curt Siodmak para o filme, não ficava claro se Lawrence Talbot realmente passava por uma transformação física em um lobisomem ou se simplesmente a transformação ocorria em sua mente, e o lobisomem nunca apareceria na tela. Em última análise, o estúdio determinou que a transformação literal de Talbot em um lobisomem seria mais atraente para o público e, portanto, mais rentável. O roteiro foi revisto e a transformação foi introduzida. Também na primeira versão do roteiro, Larry não era o filho pródigo de Sir John Talbot, nem teria nenhum relacionamento com ele. Ele seria um engenheiro americano contratado para corrigir o telescópio de Sir John, e acabaria ficando preso na maldição do lobisomem.
A maquiagem de Lon Chaney Jr. levava seis horas para ser aplicada, e três horas para ser retirada. Jack P. Pierce conseguiu a maquiagem icônica do lobisomem, principalmente utilizando um nariz de borracha e pêlos de iaque que foram chamuscados com um ferro de ondulação e anexados ao rosto, braços e pernas do ator com goma espírito.

Nove horas no total apenas para colocar e retirar a maquiagem.
Maria Ouspenskaya, que interpretou a velha cigana, era apenas seis anos mais velha que Bela Lugosi, que interpretou seu filho.
Evelyn Ankers teve períodos difíceis no set. Lon Chaney Jr. resolveu aprontar com ela lhe dando um enorme susto em seu camarim, depois de receber a maquiagem de lobisomem completa pela primeira vez. Em uma cena que foi deletada, um urso que estava lutando com o lobisomem se soltou e começou a perseguir os membros da produção, em especial a atriz, que era mais lenta que a maioria dos “corajosos” homens presentes no estúdio, quase a atingindo. Ela também recordou mais tarde, em entrevistas, que durante as filmagens do confronto final, ela foi obrigada a desmaiar e permanecer no chão até a cena da luta entre Lon Chaney Jr. e Claude Rains terminar. Ankers lembrou que durante uma tomada, ela ficou no chão por tanto tempo que os gazes químicos utilizados no nevoeiro artificial da cena a fizeram desmaiar. Quando a tomada acabou, a equipe de filmagem começou a reorganizar as câmeras e luzes para a próxima tomada, sem perceber que Ankers não havia se levantado do chão. Finalmente alguém da produção percebeu que a atriz estava faltando, e ela foi puxada para cima do nevoeiro e reanimada. Houve risco real de morte por hipóxia.

Evelyn Ankers e Lon Chaney Jr. Riscos reais de acidentes no set.
Este filme marca o primeiro de cinco filmes em que Lon Chaney Jr. interpretou um lobisomem para a Universal Studios. Fora do cânone clássico dos monstros da Universal, Chaney foi o único ator a interpretar o mesmo personagem em cada um dos filmes e continuações desses clássicos do estúdio.
Fontes: Imdb.com, aveleyman.com, universalmonstersblog.tumblr.com, vintagegal.tumblr.com, aintitcool.com, horrorpedia.com, monsters4ever.com e forum.outerspace.terra.com.br.


author

Este post foi escrito por: CaNNIbal

Sou Web-Designer,Remaster e trabalho com recuperação de audio e video, Sempre procuro trazer novidades com matérias sobre filmes de terror e todo dia trazer um novo filme para quem é fã e ama assistir um bom filme de terror, trabalho constantemente afim de atingir a minha meta que é adquirir e compartilhar filmes de terror raros,antigos e dublados que marcaram há nossa infância.

Receba E-mail atualizações gratuitas !

Postar um comentário

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam ganhar dinheiro afiliados crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.


1 – Todos os comentários são lidos e se possível respondidos.
2 – Não serão toleradas faltas de respeito.
4 – Link Quebrado é só informar que vamos retirar o mais rápido possível.

Obrigado!

CodeNirvana
«Postagen Anterior Proxima Postagen »
© Copyright 2007/ Cannibal-Filmes| Traduzido Por: Cannibal-Filmes | Designed By Leandro Cannibal